Baixe o livro "Projeto de pesquisa em Linguística: a identificação do problema de pesquisa"

 

                                                            Clique aqui para baixar o livro

As teorias sobre gêneros discursivos e sobre letramento acadêmico têm defendido que as práticas de leitura e escrita no universo acadêmico são essenciais para o desenvolvimento intelectual e para a construção da identidade do pesquisador. Este desenvolvimento requer a aprendizagem através da prática de vários gêneros discursivos, os quais funcionam em redes e cadeias, de modo que a aprendizagem ocorre por ondas conectadas umas às outras. 

Neste contexto não se tem como dizer que um gênero é mais importante que outros já que para a engrenagem discursiva funcionar todos desempenham um papel significativo. Um dos gêneros desta cadeia é o projeto de pesquisa (também chamado de pré-projeto ou anteprojeto). O projeto, como os outros gêneros, ocupa um lugar importante na comunidade acadêmica na medida em que sua construção depende da discussão de ideias provenientes dos outros gêneros acadêmicos (artigos, teses, dissertações, outros projetos) e ele, por sua vez, servirá como um planejamento para novos textos de novos gêneros dissertações, teses). 

E assim a cadeia permanece em atividade. Sabemos bem que a proposição de um novo projeto pesquisa depende em larga medida da construção de um problema de investigação que seja relevante, atual, pouco estudado e que potencialmente ofereça contribuições para a sociedade. Para se chegar a isso, faz-se necessário leituras e reflexões cuidadosas, criatividade científica e um senso prático para avaliar a viabilidade do problema em termos de execução. 

É no contexto delineado acima que este livro se insere. Jancen Sérgio Lima de Oliveira aqui se mostra preocupado e ocupado em encontrar respostas para a forma como um problema de pesquisa é retoricamente construído em projetos de pesquisa de candidatos a mestrado em Letras. Produzido no interior do Núcleo de Pesquisa Cataphora (UFPI), esta pesquisa se apropria do Modelo CARS (Create a Researche Space) e o usa para descrever os passos retóricos mais recorrentes na seção de Identificação do problema de pesquisa. 

A investigação mostrou que há uma organização retórica diversificada, com os autores lançando mão de várias estratégias retóricas para atingir seu propósito comunicativo. Dentre estas estratégias, ganha destaque a formulação de questões norteadoras, a explicação de fenômenos, a definição de conceitos e a apresentação dos objetivos de pesquisa. A pesquisa pode ser bastante relevante para se compreender que valores e crenças mais têm sido apropriados e reverberados por jovens pesquisadores da área de Linguística como também para servir como parâmetro para políticas de ensino de letramento acadêmico e letramento científico. Sendo resultado de uma monografia de final do curso de Letras Vernáculas da UFPI e de autoria de um recém graduado e agora mestrando em Letras na mesma universidade, a obra indica quão relevante se mostra a pesquisa na universidade se voltar para suas próprias questões e problemas. Quando isso é feito por jovens pesquisadores, os quais conhecem muito bem as demandas da comunidade, a obra se torna ainda mais relevante.

   Prof. Dr. Francisco Alves Filho
Coordenador do Núcleo Cataphora (UFPI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário