Contato

Contato: cataphora2008@gmail.com

Carta de leitor do Professor Francisco Alves Filho publicada no jornal Folha de São Paulo

Carta de leitor do Professor Francisco Alves Filho publicada no jornal Folha de São Paulo

A reflexão sobre a construção "os livro" não tem nada a ver com preguiça e assassinato, mas com um fenômeno cultural, histórico e social que ocorre com todas as línguas: a existência de construções linguísticas largamente usadas por vários grupos sociais e que funcionam, em certos contextos, para comunicar sem nenhum problema.
As acusações feitas pelo colunista Clóvis Rossi aos professores ("preguiçosos" e "assassinos") funda-se em sua própria ignorância das razões históricas e sociais usadas pela ciência da linguística há mais de cem anos.

FRANCISCO ALVES FILHO, professor da Universidade Federal do Piauí (Teresina, PI)

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz1805201109.htm

3 comentários:

  1. É incrível como não importa o tempo que passa, quantas reflexões façamos, quantos livros sobre preconceito linguístico sejam escritos esse tipo de atitude continua sendo praticada. Na verdade não falta conhecimento, sobra ignorância!!!

    ResponderExcluir
  2. Rozi, concordo com o seu posicionamento...é triste saber que esse tipo de pensamento seja tão forte em nossa sociedade...

    ResponderExcluir
  3. Chico, o teu comentário e, acredito, o comentário de milhares de leitores produziram uma ação rara no portal da Folha de São Paulo: O artigo de Clóvis Rossi intitulado "inguinorança" e publicado no último dia 15/05 foi retirado da coluna hoje. Quem sabe ele não reflete mais um pouco sobre o desserviço que está prestando à imprensa e à sociedade brasileira.

    ResponderExcluir